contato@spnvideo.com.br Telefone: (71)3508-7739

Drones se tornam aliados na inspeção predial

Drones chegam ao setor imobiliário para reduzir tempo de obras e ajudar na inspeção predial. Criados inicialmente para funções militares e posteriormente usado para filmar festas, os drones estão ganhando novas possibilidades de utilização.

Drones chegam ao setor imobiliário para reduzir tempo de obras e ajudar na inspeção predial

Criados inicialmente para funções militares e posteriormente usado para filmar festas, os drones estão ganhando novas possibilidades de utilização. Uma delas é como ferramenta de trabalho para profissionais do mercado imobiliário. As pequenas aeronaves não-tripuladas se tornaram soluções viáveis para reduzir o tempo de obras e identificar problemas durante a inspeção predial.

 

Para ajudar e reduzir o custo da fiscalização, o setor imobiliário tem investido no uso do equipamento. Segundo especialistas, o aparelho evita o acréscimo de gastos, como a instalação de andaimes e a mão de obra especializada, além de agilizar no processo de entrega do laudo predial. David Gurevitz, engenheiro e diretor do Grupo Delphi, diz que os aparelhos podem ajudar a alcançar locais de difícil acesso, como telhados, coberturas e fachadas durante a inspeção. "O drone facilita o laudo de inspeção predial, pois há espaços do condomínio que se tornam difíceis para acessar. Estava fazendo uma vistoria há alguns dias e não consegui ver o telhado. Com o aparelho, temos a chance de ver possíveis problemas".

 

O aparelho pode contribuir na fiscalização de obras irregulares. Gurevitz explica que o drone inspeciona muitos prédios irregulares, com problemas como piscinas irregulares, construídas sem a autorização da prefeitura do Rio. "Uma piscina que não foi projetada pode vir a derrubar um prédio. O drone é interessante para inspeção da própria prefeitura para evitar inspeção irregular", explica.

 

Com modelos em 3D e realidade virtual

Para a construção civil, o auxílio do drone também pode ajudar a fazer o levantamento para saber o estágio de andamento de serviços. O método ainda auxilia no desenvolvimento da infraestrutura usada para a construção. "O aparelho pode mapear áreas a serem construídas. Com as imagens aéreas, será possível gerar modelos em 3D ou simulações em realidade virtual", explica Roberto de Souza, idealizador da Rede Construção Digital, iniciativa para debater novas tecnologias no setor.

 

Segundo especialistas, uma das principais vantagens do equipamento está na redução de erros. "A partir do momento que se utiliza o aparelho, o trabalho ganha mais segurança e assertividade. Dessa forma, reduz custos e identifica rapidamente fatores que podem acrescentar valores ao final da obra", argumenta Souza.

 

Fonte: https://odia.ig.com.br